Dia dos namorados: A decodificadora

          Olá meus amores, tudo bem?

Hoje é aquele dia que você troca presente com o seu crush amado né mesmo? Você já deu o seu presente? Ou ganhou o seu? Não sabe o que dar ou pedir? Então hoje estou com uma super dica pra dar a vocês.

A escritora Emi de Morais está lançando hoje (12) nacionalmente, o romance “A Decodificadora”, pela Editora Charme. O romance traz como enredo a história de Murilo Marconi, um agente que se apaixona pela peça chave de sua missão, Babi Savi. Com muito romantismo e ação, a versão em e-book chegou a 26º posição dos e-books mais vendidos pela Amazon.



O enredo começa com o agente Marconi desembarcando em Boston para atender a convocação do mais importante comandante da segurança nacional americana. Entretanto, o que, inicialmente, parecia ser uma excelente oportunidade de trabalho acabou se transformando em uma operação perigosa, quando ele se vê dominado por sentimentos inesperados em relação à decodificadora do cartel: a pequena e deslumbrante Babi Savi, que era a chave do sucesso da missão, mas que não se mostrou propensa a colaborar.

Atraídos um pelo outro, Marconi e Babi enfrentam a batalha do coração e também a realidade de estarem trabalhando para lados opostos da lei.


Paixão, razão e adrenalina fazem de A Decodificadora um romance envolvente e sensual. O primeiro livro de uma série policial que vai te arrebatar da primeira até a última página. Uma história repleta de adrenalina, fortes emoções e tons de comédia. O mocinho é bruto, possessivo e nem um pouco dócil. Com esse jeito nada delicado foi que Babi caiu na teia feita por esse agente secreto.

Sobre a escritora

Apaixonei-me pelos livros ainda muito pequena, encantada pelas histórias contadas pela minha mãe, que criava personagens e mundos fantásticos para incentivar eu e minhas irmãs a ler os livros exigidos na escola e, assim, adquirir o hábito da leitura”, contou a escritora sumareense.

Mais tarde, formei-me em Letras, para que pudesse estudar Literatura mais a fundo. Me senti incentivada a escrever depois de ler um livro cujo final me indignou e, de tanta raiva, quis fazer minha própria história para dar o final que eu quisesse. Dessa pequena revolta, nasceu o primeiro livro da série dos Agentes do BSS – A Decodificadora. E, o que começou como uma brincadeira terapêutica, acabou virando um projeto sério e uma meta para minha vida.


A busca por ‘finais felizes’ teria motivado a escritora a começar a escrever. “Sempre quis ter minhas histórias para que eu pudesse criar meus próprios “Finais Felizes” pra todas elas. Me atrevi escrever romances policiais porque gosto de romance e ação na mesma trama e sentia uma grande carência no mercado nacional de autores para este gênero. Os enredos simplesmente apareceram na minha cabeça e eu vou colocando no papel e construindo as narrativas até que estejam prontas”, afirmou.

Não deixe de conferir o lançamento desse livro que vai ser babado! Eu já estou louca pra começar a ler e contar pra vocês.

Um super beijo e até a próxima!

Share:

0 comentários